09 de setembro de 2016
Postado por: Bru Fernández @ Arquivado em: Resenhas de Série

Uma canção pra vocêLivro: Uma canção pra você (#03)
Série: Meus 15 anos
Autora: Luiza Trigo (@lulytrigo)
Páginas: 208
Editora: Rocco
Tradução:
Resenha por: Bru Fernández
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Amazon + ofertas

Novo livro da carioca Luiza Trigo, Uma canção pra você retoma as personagens de Meus 15 anos e Na porta ao lado – as amigas Bia, Carol, Amanda, Pri e Roberta – e gira em torno das aventuras e desventuras de Amanda, que decide passar o Natal na casa de seu pai, em Curitiba. A ansiedade de um concurso de bandas (e o pânico de cantar), as mensagens e ligações do ex-namorado problemático, um novo paquera, o avô doente… São muitos os desafios que Amanda tem pela frente, longe do seu Rio de Janeiro e de suas melhores amigas. Mas alguns talentos às vezes precisam justamente de situações difíceis para se manifestar; assim como as melhores surpresas acontecem quando menos se espera. E apesar da distância, Bia, Carol, Pri e Roberta estão sempre ao alcance da tela do celular, para dividir com Amanda suas alegrias, tristezas, sonhos, medos e angústias, nesta história emocionante, divertida e cheia de reviravoltas, como é a vida de qualquer adolescente.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

“Combinei comigo mesma que, toda vez pensasse em desistir, eu me lembraria do sonho dele e seguiria em frente.”

A cada livro novo dessa série que eu leio eu me apaixono mais e mais pela escrita da Luly e pelas personagens incríveis que ela criou! Se você ainda não conhece a autora ou a série, pare tudo o que está fazendo e leia a resenha do primeiro livro, o link está logo acima. Se você já conhece o grupinho de amigas de Bia, Carol, Amanda, Beta e Pri, vem comigo.

Cada volume dessa série é mais focado em uma personagem e a estrela de Uma canção pra você é Amanda. E assim como nos outros volumes, Amanda também têm uma paixão, que é a música. Seguindo o esquema dos livros anteriores, os títulos desse livro são nomes de músicas ou trechos delas. Um detalhe que faz toda a diferença!

A aventura começa com Amanda em Curitiba, visitando seu pai. A garota decidiu ir mais cedo para lá e passar mais tempo com o pai e o avô, que desde que perdeu a esposa está cada vez mais introspectivo e calado. Amanda leva um grande choque quando finalmente reencontra o avô, que está praticamente catatônico, sem responder ao mundo. Mas visitar a família não foi o único motivo dessa viagem mais longa. Amanda está tentando abrir uma distância entre ela e seu ex-namorado, Igor.

O romance dos dois já foi citado nos outros livros, inclusive que os dois tinham terminado por conta de uma traição do rapaz. O romance é mais esmiuçado nesse volume e descobrimos que nem tudo eram flores entre os dois, e na verdade Amanda estava em um relacionamento abusivo. Inclusive, nos agradecimentos finais a autora comenta que a inspiração para a história foi o vídeo maravilhoso da igualmente maravilhosa Jout Jout, Não tira o batom vermelho. Se você não assistiu ainda, clica no linkzinho do lado.

Apesar de escrever livros leves e infantojuvenis, o feminismo – não vamos confundir com femismo, por favor – é um tema recorrente nas narrativas da autora, e eu particularmente acho isso incrível. A forma como as personagens se relacionam e mantêm uma forte amizade me lembra muito da minha própria época de colégio e do grupinho de amigas do qual fazia parte, que apesar da distância e da correria da vida adulta, continua firme e forte até hoje.

Claro que Amanda ganha um novo interesse amoroso, que parece ser o completo oposto do seu antigo namorado. Ricardo é o melhor amigo do primo da Amanda, Vinicius, e além de agir de forma diferente de Igor, também compartilha da paixão pela música que Amanda também tem. Aliás, como mencionei no começo da resenha, o tema central do livro tem foco na música e descobrimos alguns talentos da protagonista e também alguns traumas que ela vai precisar superar ao longo da narrativa.

Com um enredo divertido, leve e de fácil leitura, Luiza Trigo consegue rechear as poucas páginas da sua história com muita emoção, de todos os mais variados tipos. Uma aposta certeira de presente para as meninas pré-adolescentes, mas que agrada a qualquer um que goste de uma boa história para descontrair.

Antes de ir deixo aqui o link de playlist geral principal que aparece no livro! Conforme citei na resenha a playlist, que vocês podem ouvir/seguir aqui no perfil da Rocco, segue a sequência de títulos dos capítulos do livro.
(Adicionem também o usuário do LeS no Spotify!) pra saber das novidades. ;)


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.




Nenhum comentário



Deixe um comentário

Os campos marcados com * são obrigatórios.





Comentário *