sexta-feira, 22/09/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas Fora de Série » Resenha: “O livro de Moriarty”, de Sir Arthur Conan Doyle

Resenha: “O livro de Moriarty”, de Sir Arthur Conan Doyle

O livro de MoriartyLivro: O livro de Moriarty
Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Editora: Penguin
Páginas: 416
Tradução: José Francisco Botelho
Resenha por: Monique Marie
Comprar: Saraiva Cultura Amazon + ofertas

O Napoleão do crime. É assim que Arthur Conan Doyle define o professor James Moriarty, arquirrival de Sherlock Holmes e um dos grandes vilões da literatura universal. Não há crime em Londres, do mais banal dos roubos ao mais terrível dos assassinatos, que não tenha sua mão. Na obra de Doyle, Moriarty aparece como uma sombra: raramente o protagonista de uma história, sempre atrás das cortinas, em breves menções e alusões. Este volume reúne todas as histórias de Sherlock Holmes em que o professor dá as caras. São cinco contos e um romance que mostram a construção deste que acabaria se tornando um modelo de vilão e o personagem mais emblemático de Doyle depois do seu rival Sherlock Holmes e de James Watson.

Já começo falando que sou do time das pessoas apaixonadas por Sherlock Holmes e que dificilmente acharia algo ruim vindo desse universo, então é mais um 5 estrelas para a coleção.

Como dito na sinopse, esse livro reúne os contos em que James Moriarty sai de coadjuvante (apesar de nunca ter sido) e divide o protagonismo com Holmes. São os contos que fazem com que tenhamos a total noção de quem foi Moriarty para a vida de Holmes e quão bem feita foi sua construção ao longo dos anos, algo que nem precisava ser dito a respeito de um personagem criado por Sir Conan Doyle.

Considerado por todos o único que poderia derrotar o detetive mais famoso do mundo, o livro começa com o conto onde existe o grande combate dos dois personagens, O problema final foi o conto que deu origem ao filme O jogo de sombras em 2011, acho que vale a pena procurarem mais a respeito do longa.

Não tem como contar um pouco de cada conto pois todos seguem o formato clássico de histórias de Holmes e seu fiel escudeiro mas com uma participação muito maior de seu inimigo, como dito antes, coletânea escolhida a dedo para melhor entendimento do personagem.

Ler O livro de Moriarty é voltar ao tempo que estava conhecendo o universo de Holmes e acho que vocês sentirão o mesmo que eu, até chega a dar aquela vontade de pegar todos os livros que tenho e começar a reler um por um. Aliás se alguém o fizer recomendo começar por Um estudo em vermelho que é um dos melhores na minha humilde opinião.

Os contos relatados nesse livro são: O problema final, A aventura da casa vazia, O caso do construtor do Norwood, O caso do jogador de rúgbi, Sua última mensura e O caso do cliente ilustre. Para finalizar tem o romance Vale do medo que fecha com chave de ouro, diamante ou o que vocês queiram denominar.

Vale a pena a leitura demais, não é complicada, é aventura do começo ao fim e você se entrega de corpo e alma ao livro. Não tem como largar depois que começa, foi uma grande sacada do grupo Cia das Letras em lançar essa edição, ela é uma delícia de ler e de ter na sua biblioteca pessoal.

Mais uma vez para que ninguém esqueça: LEIAM!


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Monique Marie

Publicitária frustrada com o pouco dinheiro da área e admiradora de tudo que envolve a política. Gosta de seriados que tenham serial killers, filmes infantis, fanática por futebol e F1, além de tentar competir com o Dr. Reid (Criminal Minds) quem lê mais rápido. Geralmente não gosta de ler o que está "na moda", adora indicações e ainda acredita que muitos livros se vendem pela capa. Não se separa de seu amigo rivotril e escreve no mínimo um texto por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*