sexta-feira, 17/11/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Fogo contra fogo”, de Jenny Han e Siobhan Vivian

Resenha: “Fogo contra fogo”, de Jenny Han e Siobhan Vivian

fogo contra fogo Livro: Fogo contra fogo (#03)
Série: Olho por olho
Autor: Jenny Han (@jennyhan) e Siobhan Vivian (@siobhanvivian)
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352
Tradução: Maria Angela Amorin De Pachoal
Resenha por: Juh Claro
Comprar: Saraiva Cultura Amazon + ofertas

A festa de Ano-novo terminou com uma tragédia irreparável, e Mary, Kat e Lillia podem não estar preparadas para o que está por vir.
Após a morte de Rennie, Kat e Lillia tentam entender os acontecimentos fatais daquela noite. Ambas se culpam pela tragédia. Se Lillia não tivesse se apaixonado por Reeve. Se Kat não tivesse deixado Rennie ter partido sozinha. Se a vingança não tivesse ido longe demais, talvez as coisas seriam como antes. Agora, elas nunca mais serão as mesmas.
Apenas Mary sabe a verdade sobre aquela noite. Sobre o que ela realmente é. Também descobriu a verdade sobre Lillia e Reeve terem se apaixonado, sobre Reeve ser feliz quando tudo o que ele merece é o sofrimento, assim como ela ainda sofre.
Para Mary, as tentativas infantis de vingança ficaram no passado, ela está fora de controle e pretende sujar suas mãos de sangue, afinal, não tem mais nada a perder.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

Olho por olho dente por dente

Preciso iniciar essa resenha avisando que eu li o segundo livro da trilogia, Dente por dente, em 2014 e, naturalmente, esqueci muita coisa. Tive que reler os últimos capítulos antes de iniciar este último livro. É muito ruim quando você começa a ler uma série ou qualquer história que tenha sequência e a editora demora tanto para lançar a continuação. Você acaba lendo outros livros entre eles e acaba esquecendo uma coisa ou outra, né? Bem, agora que os três livros já foram lançados, você pode ler tudo de uma vez.

Em Fogo contra fogo estamos logo de cara no funeral de Rennie. Após tudo o que aconteceu na festa de Ano Novo, o clima na Ilha Jar não é nada bom. Lillia e Reeve estão tentando esconder o sentimento que sentem um pelo outro, além de certa vergonha por terem ficado juntos quando não deveriam nem pensar nisso. Kat está se sentindo mais sozinha que nunca e ninguém parece notar que a morte de Rennie também a afetou. E onde está Mary nesse meio todo?

O final do segundo livro deixou claro que havia algo estranho e sobrenatural com Mary, mas não tivemos muitas explicações. Não sei se posso falar exatamente o que é, ainda não consegui definir se isso seria um spoiler ou não, então vou preferir deixar em aberto aqui também. O que não mudou foi a sede de vingança de Mary por Reeve. E assim que ela descobre o envolvimento de Lillia com ele, Mary fica possessa. Mais louca ainda para fazer com que Reeve pague por tudo que fez ela passar.

O que vemos nesse terceiro volume é uma Lillia ainda fraca demais, uma evolução incrível de Kat e uma Mary cada vez mais cega pelas consequências de seus atos de vingança. Ok, dá para entender que Reeve foi bem maldoso com ela e trouxe consequências terríveis, mas a forma com que Mary dá sequência aos seus planos, sem nem se importar com suas amigas, é um pouco exagerada.

É complicado julgarmos Lillia pelas suas decisões em relação ao seus sentimentos. Ela não tem “culpa” por sentir-se atraída por Reeve, mas tem a consciência pesada por, de certa forma, ter traído Rennie. Confesso que não gostava de Reeve até ver como ele pode sim tratar bem uma menina. Pelo menos é o que faz com Lillia, sempre a agradando e surpreendendo com suas atitudes.

Do outro lado temos Kat mais tranquila, sem se enroscar com ninguém. Aliás, muito pelo contrário: ela se mostra uma ótima amiga para Alex Lind, ajudando-o com sua inscrição para a universidade de música e dando diversas dicas. Ela até resolve ir para a pré viagem de formatura no barco do tio dele com diversas pessoas que ela nunca imaginou que um dia trocaria uma palavra. Ela é a minha personagem favorita e foi muito bom ver toda essa evolução dela. É uma personagem bem forte (o oposto de Lillia).

É Kat também a responsável por desvendar a maior parte do mistério de Mary e fazer com que elas façam tudo que for possível para evitar catástrofes maiores. Estou me coçando para não contar melhor o que acontece, mas não quero estragar nem um pouco, então vou deixar para vocês.

Ao contrário do segundo livro, a revisão desse está impecável (ainda bem, né). Dá até para perdoar um pouquinho a editora por ter demorado três anos para publicar a finalização; com certeza receberam algumas reclamações. A formatação é ótima, o papel é amarelado e o tamanho da fonte é ideal pois não cansa nem um pouco – é o mesmo padrão da trilogia inteira (desde a capa até a fonte usada para os novos capítulos).

Aquele resumo básico: se você leu o primeiro e segundo livros, com certeza tem que ser o terceiro para encontrar diversas respostas de questões que foram ficando no ar ao longo da história. Se você estiver no colégio, essa trilogia se enquadrará melhor na sua lista de leituras pois tem muitos pontos “colegiais”. Eu li rapidamente os três, porém se tivesse lido há uns 10 anos, teria gostado mais.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Já leu "Fogo por fogo"? Quantas estrelas você dá para o livro?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Sobre Juh Claro

26 anos, formada em Design Digital, MBA em Gerenciamento de Projetos, trabalha como Analista de Projetos em uma multinacional de BPO (aka Contact Center) de segunda à sexta e divide os seus finais de semana e horas vagas entre leituras, shows, viagens e jogos de futebol, na maioria das vezes acompanhada do noivo.

2 comentários

  1. Os dois primeiros livros foram tão bons… e esse estragou tudo. O final foi péssimo. Uma pena.

  2. Realmente demorou muito, enviei vários emails para a editora pedindo informações… Comprei há quatro dias atrás e terminei agora pouco, fiquei bem decepcionada com o final, tipo, muito.

    [Spoiler]
    Apesar de ter passado nervoso ao longo do livro, eu gostei. É uma das minhas trilogias favoritas. Uma pena que o final tenha sido daquele jeito, achei que acabou muito rápido assim que tudo foi ”resolvido”. E sim, poderiam ter dado uma chance a Lilia e Reeve. Aliás, achei muito triste ele ter machucado o joelho e voltado para a Ilha Jar. :(

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*