terça-feira, 22/08/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Vermelho como o sangue”, Salla Simukka

Resenha: “Vermelho como o sangue”, Salla Simukka

Vermelho como o sangue Livro: Vermelho como o sangue (#01)
Série: Trilogia Branca de Neve
Autor: Salla Simukka (@SallaSimukka)
Editora: Novo Conceito
Páginas: 240
Tradução: Bárbara Menezes
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Cultura Folha Travessa Amazon

No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue.

Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos.

Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios.

Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.

“A maneira mais fácil de não ter problemas na vida é se intrometer o mínimo possível.”

É difícil falar sobre a história, porque a sinopse já conta TUDO e se eu começar a falar muito mais do que está escrito aqui em cima você talvez nem precise ler o livro.

Lumikki Anderson tem apenas 17 anos. Deixou a família e seu passado para trás para estudar numa renomada escola de artes e acaba se envolvendo em assuntos que não deveria depois de encontrar notas de dinheiro sujas de sangue com colegas da escola com quem ela nunca teve a intensão de se relacionar, mas que podem fazer ela entender o significado de uma amizade.

A garota tenta ser forte e viver bem com sua solidão, mas na verdade é só um muro que ela construiu tentando fugir do passado. Entre a narrativa principal da história a personagem fica lembrando de seu passado e os flashes começam a mostrar quem realmente ela é: uma garota apavorada pelo bullying que sofreu na escola quando mais nova e com o coração despedaçado por ter sido largada por uma pessoa, que não sabemos se era sua namorada ou namorado.

O final da história é muito bem resolvido. Fica muito claro que o drama entre Lumikki e o tráfico acaba por aqui, mas os pontos em aberto de seu passado é que devem sustentar o próximo livro.

Apesar de ser um drama interessante, o livro é curto e os eventos acontecem muito rápido, não dando tempo de aproveitar o suspense que a narrativa poderia ter. O que esperei muito e praticamente não tem é relação entre o título da trilogia e a história. Para assemelhar ao conto infantil que conhecemos, a autora impôs alguns detalhes físicos em momento pontuais em Lumikki e em acontecimentos para fazer a ligação, mas para mim pareceu forçado demais.

“Seu cabelo não era preto, sua pele não brilhava como a neve fresca recém-caída e seus lábios não eram impressionantemente vermelhos. É sério, quem dá o nome à filha por causa da Branca de Neve? Não era tão ruim em finlandês; Lumikki era um nome de verdade, ainda que fosse também a personagem da história dos irmãos Grimm.”

Por incrível que pareça eu gostei sim do livro. É uma leitura rápida e bem agradável se você não estiver com alta expectativa achando que vai ter uma releitura de A Branca de Neve.


Aviso Legal: Esse livro foi adquirido pela própria resenhista.

Já leu "Vermelho como o sangue"? Quantas estrelas você dá para o livro?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*