segunda-feira, 24/04/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha “Boston Boys – Descendo do Palco”, de Giulia Paim

Resenha “Boston Boys – Descendo do Palco”, de Giulia Paim

Boston BoysLivro: Boston Boys – Descendo do Palco(#02)
Série: Boston Boys
Autor: Giulia Paim (@giuliappaim)
Editora: Globo Alt
Páginas: 312
Tradução:
Resenha por: Nina
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Amazon + ofertas

Depois de quase se separarem, os “Boston Boys” estão de volta, mais unidos do que nunca. Quer dizer… Isso até descobrirem que um novo membro irá ingressar na banda. Mas este não é o único problema dos garotos: em breve estreará um programa adolescente concorrente descarado de “Boston Boys” e os elencos das duas séries travarão uma disputa desonesta para ver qual é a melhor. E em meio a gravações, novas festas, uma nova viagem e, como sempre, novos mal-entendidos, vários climas de romance vão florescer…

“Percebi o quanto tinha sido ingênua quando senti aquele soco carregado de ódio atingindo certeiro a minha bochecha.”

Estava SUPER ansiosa para começar a leitura de Boston Boys 2, mas à medida em que fui lendo, fui ficando desapontada. :(

Diferente do primeiro livro da série, esse não fala na sinopse exatamente do que o livro vai tratar. Dava pra dividir esse livro em dois. O final do primeiro livro foi a deixa para saber que no segundo livro haveria muita confusão: um novo programa de TV estava surgindo para concorrer com Boston Boys, haveria um quarto garoto na banda – tudo pra dar pano pra manga, certo? Certo, mas somente metade do livro é sobre isso, porque a outra metade trata do casamento da mãe do Mason (que daria um livro à parte na minha opinião). Para abordar as duas histórias, o enredo ficou corrido :(

Temos que destacar que, além dos personagens que se tornaram queridinhos no primeiro livro, temos a adição de Daniel, o garoto com pinta de roqueiro, descabelado, que chega pra ser o quarto Boston Boy; e o elenco de Boston Academy, que eu nem sei bem quem são os personagens, nem sei do que se trata o programa, porque, como eu disse, a história ficou corrida.

Queria abrir um parênteses com bastante destaque para o que acontece na história na página 249. A Ronnie está viajando de avião e quer dormir, pra viagem passar logo. Ela pega não somente um, mas DOIS comprimidos pra enjoo, no intuito de apagar. Eu só queria destacar o quanto isso é grave, ainda mais que a mãe da Ronnie foi conivente com isso, dando a ela os comprimidos. Automedicação é algo muito sério, e nesse caso, achei bastante irresponsável essa cena estar no meio do livro. No final, Ronnie percebe que é ruim e faz mal, mas muitas pessoas ou se viciam ou sofrem consequências graves com a automedicação.

No mais, fiquei desapontada, porque achei que veria bem mais intriga e confusão entre Boston Boys e Boston Academy, e essa disputa meio que fica em segundo plano, perde um pouco o sentido da sinopse. O tema, é claro, ainda dá muita história, e espero ver mais de Boston Boys em breve :)


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Nina Lima

Poderia ser qualquer outra coisa, mas resolveu ser turismóloga e apaixonada pela Inglaterra e pelo McFLY. Leu a trilogia Jogos Vorazes em três dias e amou; considera Harry Potter a melhor série do mundo, adora a escrita da Meg Cabot e topa qualquer YA Book.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*