quinta-feira, 16/11/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas Fora de Série » Resenha: “Tudo e todas as coisas”, de Nicola Yoon

Resenha: “Tudo e todas as coisas”, de Nicola Yoon

Tudo e todas as coisasLivro: Tudo e todas as coisas
Autor: Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304
Tradução: Amanda Orlando
Resenha por: Cine
Comprar: Submarino Cultura Amazon + ofertas

Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.”

Preciso começar essa resenha explicando que faz uns bons três anos que eu não leio um livro em um dia. Eu sofri uma ressaca literária tão grande e depois fiquei tanto tempo sem vontade de ler, que mesmo livros que estava amando, dava aquela preguiçinha de ler mais que 30, 50 páginas por dia. Contudo, quando peguei Tudo e todas as coisas para ler, fiquei impressionada quando me dei conta que parei TUDO no meu dia porque perdi a noção do tempo de tãão gostosa que é a escrita de Yoon!

O livro conta a história de Maggy, que desde muito pequena foi diagnosticada com uma doença que a impede de viver o mundo lá fora, e ela passa seus dias com sua enfermeira e sua mãe, lendo livros e estudando. Por aquilo ser tudo que ela sempre conheceu, a menina nunca teve problema para lidar com seu universo dentro de casa, mas tudo muda quando seus novos vizinhos mudam-se e aquele menino charmoso, chamado Olly, desperta sua curiosidade.

Os personagens criados por Nicola Yoon são tão simples e charmosos em seu próprio modo que é impossível você ficar com aquele sentimento que a autora só os colocou lá para ocupar espaço nas páginas. Cada um tem seu papel importante na vida de Maggy e Olly, por mais pequeno que seja. Os personagens principais, então… que delícia de ler seus diálogos e seu relacionamento se desenvolver! O jeito de Yoon descrever os lugares e as pessoas e situações é tão simples e gostoso que o tempo passa voando enquanto você acompanha esse livro adolescente. Aliás, adolescente sim, mas sem aqueles dramas chaaaatos que estamos tão acostumados a ler em romances YA. Tudo no livro foi muito natural, às vezes até bobinho, mas ainda sim, tão bom de ler!

Tudo e todas as coisas é um romance sim, mas principalmente a história de uma menina descobrindo o mundo pela primeira vez, criando independência e indo em busca de sua felicidade, acima de tudo. Com personagens femininos fortes, escrita leve, engraçada e carismática, esse definitivamente se tornou um dos meus livros YA favoritos! E pensar que eu já estava de saco cheio desse gênero, Nicola Yoon restaurou minha fé, e já me deixou roendo os dedos para ler seu segundo livro, “O sol também é uma estrela”.


Aviso Legal: Esse livro foi adquirido pela própria resenhista.

Já leu "Tudo e todas as coisas"? Quantas estrelas você dá para o livro?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Sobre Cine

Jornalista e professora de inglês, vivendo o sonho de morar em Nova York e ainda tentando descobrir se seria possivel viver dentro de uma da Barnes and Nobles. Viciada em cultura, passa os dias tentando decidir que livros ler enquanto tenta se encontrar na vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*