sábado, 22/07/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “Branco como a neve”, de Salla Simukka

Resenha: “Branco como a neve”, de Salla Simukka

Branco Como a NeveLivro: Branco Como a Neve (#02)
Série: Branca de Neve
Autor: Salla Simukka (@SallaSimukka)
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Tradução: Pasi Loman
Resenha por: Kinina
Comprar: Saraiva Cultura Amazon + ofertas

Recuperando-se do terror que vivenciou nas mãos da máfia, Lumikki tem a chance de deixar a Finlândia, se livrando das roupas pesadas, das lembranças sombrias… e do perigo. Ela só quer ser uma garota normal, misturar-se à multidão de turistas e aproveitar as férias. Quando Lumikki conhece Zelenka, uma jovem misteriosa que alega ter o mesmo sangue que ela, as coincidências são inquietantes. Rapidamente ela se vê envolvida no mundo triste daquela mulher, descobrindo peças de um mistério que irá conduzi-la a uma seita secreta e aos mais altos escalões do poder corporativo. Para escapar dessa trama asfixiante, Lumikki não poderá fazer tudo sozinha. Não desta vez.

ATENÇÃO! Esse livro não é o primeiro da série e a resenha pode conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

Vermelho como o sangue

“Não confiar em ninguém. Este era o seu princípio. Nos últimos anos ela tivera de ser bastante flexível com seus princípios e não estava certa se aquilo era algo bom.”

Desde o primeiro livro, Lumikki insiste em dizer que não confiar em ninguém é seu princípio, mas o tempo toda ela nos prova ao contrário. Depois de quase ser morta por traficantes no primeiro livro por se meter em assuntos que não eram seus, ela volta para a casa dos pais e logo tira umas férias em Praga para tentar esquecer um pouco o que passou.

“Praga a noite tinha aromas de esperanças e promessas quebradas. Ela tinha cheiro de historia, poeira de rua, agridoce.”

Depois de pouco tempo em Praga, Lumikki é abordada por uma garota pouco mais velha e que diz ser sua irmã por parte de pai. Zelenka conta uma história tão rica em detalhes que Lumikki, com toda a sua carência, quer acreditar no que a menina diz. Mais um vez, deixando seu princípio de lado. Para conhecer melhor a “irmã”, Lumikki aceita conhecer a família da moça, mas o que ela chama de família está muito longe do conceito que conhecemos. Nenhuma das várias pessoas que moram na casa não são realmente parentes de sangue, a casa não tem lembranças e memórias que mostre que uma família realmente more ali. As coisas ficam realmente estranhas quando um dos moradores da casa morre misteriosamente e Lumikki começa a desconfiar que Zelenka possa estar correndo perigo.

“Era uma vez duas meninas que tinham segredos, que elas não contavam uma com a outra.”

A história ganha uma riqueza por se passar em Praga; a autora narra detalhes que fazem você se ambientar e sentir que está conhecendo junto com Lumikki. Vermelho como o sangue, apesar de ser o segundo livro da série Branca de Neve, pouco está relacionado com o primeiro livro. A história anterior tem um fechamento, deixando poucos brechas para a continuação. E esse livro termina da mesma maneira, com tudo resolvido. A história de um antigo relacionamento de Lumikki é contado em flashbacks com mais detalhes até o meio deste livro, fazendo-nos conhecer um pouco mais sobre a protagonista, mas essa linha se perde rapidamente e do nada essa história para de ser contada.

O livro é muito rápido de ser lido, além de ter poucas páginas a história se desenvolve rápido, sem muitos rodeios. Não é uma série que realmente me prenda e faça querer a continuação, estamos falando mais de uma história leve para ser lida sem muitas expectativas.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Kinina

Formada em Hotelaria e Análise de sistema, mas trabalha com Atendimento em uma agência publicitária. Passo o tempo lendo, assistindo seriados, ouvindo música e tendo ideias malucas. Vai que um dia alguma dá certo e ela fica rica e famosa...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*