sexta-feira, 22/09/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas Fora de Série » Resenha: “Excesso de luz”, de Christian McKay Heidicker

Resenha: “Excesso de luz”, de Christian McKay Heidicker

Excesso de luzLivro: Excesso de luz
Autor: Christian McKay Heidicker (@cmheidicker)
Editora: Intrínseca
Páginas: 40
Tradução: Ana Rodrigues
Resenha por: Juh Claro
Baixe grátis: Saraiva Cultura Amazon Kobo

Com toques de Stranger Things, o conto apresenta três crianças que decidem investigar uma casa misteriosa no fim da rua. Os moradores são conhecidos apenas por “sr. e sra. C.”, pois a letra é a única identificação na caixa de correio, e nunca foram vistos pelos vizinhos. A casa é tão estranha quanto seus donos, e está sendo revestida com materiais esquisitos, feito mantas de isolamento térmico. Olhando de fora, mais parece uma embarcação pronta para zarpar do que uma casa.

Quando, certa noite, os três amigos tomam coragem e entram na casa, eles conhecem a sra. C. e acabam desvendando todo o mistério por trás daqueles vizinhos tão diferentes, mas vão precisar tomar uma decisão muito, muito importante.

No dia 24 de abril tivemos o lançamento de “Bem-vindo à vida real”, livro de Christian McKay Heidicker, publicado no Brasil pela editora Intrínseca. Como presente aos leitores, a editora disponibilizou gratuitamente um conto do mesmo autor em formato digital para conhecermos a escrita dele. Com apenas 40 páginas, Excesso de luz traz uma leitura agradável e rápida, no estilo “passatempo”.

Apesar da menção de semelhanças com Stranger Things, sinceramente não encontrei nenhum “toque” do seriado nesta leitura. Nas poucas páginas do livro conhecemos três crianças: Jo, Liza e Isaac, que moram em Weeping Fig Way, na mesma rua dos C. A casa dos C. tem passado por algumas mudanças nos últimos tempos e aparentemente apenas as crianças têm notado esse fato. A lateral da casa estava coberta com plástico brilhante, todos os adornos da construção haviam sido removidos e até os arbustos e árvores haviam sido cortados.

Ao comentarem com seus pais, os três foram ignorados e resolveram por conta própria descobrir o que estava acontecendo por ali. Ao observarem a casa através da cerca, veem uma estranha criatura com roupas esquisitas saindo da casa e deixando a porta aberta: é a oportunidade perfeita para entrar e bisbilhotar o que acontece naquele estranho lar.

A casa possuía de tudo. As mais diversas bugigangas, trazendo culturas de todos os lugares do mundo. Ficaram maravilhados pelo que estavam vendo, até que a tal criatura estranha que havia saído da casa retornou: era apenas uma senhora, a sra. C. Com toda a curiosidade que eles tinham, começaram a disparar perguntas para a senhora para entender o que se passava por ali, porque ninguém nunca a via, o porquê de ter tantas coisas espalhadas pela casa e tudo mais.

É durante esta conversa que entendemos as mudanças que estavam acontecendo na casa e que todos podiam ver pelo lado de fora. As crianças acabam ficando bem intrigadas e vão tentar intervir no que está prestes a acontecer… Mas é óbvio que eu não vou contar, né?

Como disse, o livro tem apenas 40 páginas e é um passatempo bem agradável. Em apenas “uma sentada” você consegue ler a história toda e participar dessa pequena aventura com as crianças. Ele deixa um gostinho de “quero mais” e facilmente poderia ter uma continuação.

Ah, a história deste conto não tem relação nenhuma com o livro “Bem-vindo à vida real”, ok? É apenas um presente/ação da editora para conhecermos o escritor – que, aliás, possui uma ótima escrita, sempre deixando aquela vontade de virar a página para devorarmos a história toda.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia.

Sobre Juh Claro

26 anos, formada em Design Digital, cursando MBA em Gerenciamento de Projetos, trabalha como Analista de Projetos em uma multinacional de BPO (aka Contact Center) de segunda à sexta e divide os seus finais de semana e horas vagas entre leituras, shows, viagens e jogos de futebol, quase sempre acompanhada do noivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*