sábado, 22/07/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas de Série » Resenha: “A rainha de Tearling”, de Erika Johansen

Resenha: “A rainha de Tearling”, de Erika Johansen

A rainha de TearlingLivro: A rainha de Tearling (#01)
Série: A rainha de Tearling
Autor: Erika Johansen
Editora: Suma de Letras
Páginas: 352
Tradução: Cássio de Arantes Leite
Resenha por: Monique Marie
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Amazon + ofertas

Quando a rainha Elyssa morre, a princesa Kelsea é levada para um esconderijo, onde é criada em uma cabana isolada, longe das confusões políticas e da história infeliz de Tearling, o reino que está destinada a governar. Dezenove anos depois, os membros remanescentes da Guarda da Rainha aparecem para levar a princesa de volta ao trono – mas o que Kelsea descobre ao chegar é que a fortaleza real está cercada de inimigos e nobres corruptos que adorariam vê-la morta. Mesmo sendo a rainha de direito e estando de posse da safira Tear – uma joia de imenso poder –, Kelsea nunca se sentiu mais insegura e despreparada para governar. Em seu desespero para conseguir justiça para um povo oprimido há décadas, ela desperta a fúria da Rainha Vermelha, uma poderosa feiticeira que comanda o reino vizinho, Mortmesne. Mas Kelsea é determinada e se torna cada dia mais experiente em navegar as políticas perigosas da corte. Sua jornada para salvar o reino e se tornar a rainha que deseja ser está apenas começando. Muitos mistérios, intrigas e batalhas virão antes que seu governo se torne uma lenda… ou uma tragédia.

Cheguei em um livro que estava morrendo de vontade de ler, principalmente para tentar descobrir como a autora conseguiu unir fantasia e distopia em 352 páginas sem ficar algo um tanto quanto estranho. E acreditem: ficou incrível.

Como sempre, nos livros que são séries, as editoras fazem uma sinopse que basicamente é o que se pode resumir do livro sem estragar as surpresas e sem cair no famoso spoiler, aqui tentarei contar um pouco da experiência com o livro. Como comentado acima, estava com uma expectativa enorme em descobrir como a autora reuniria a fantasia e a distopia sem ficar algo estranho, a fantasia fica por parte do mundo que envolve a realeza, os castelos, as marcas no corpo daqueles que são destinados à algo e claro pedras que sempre possuem poderes incríveis e ainda não descobertos. Felizmente ela uniu essa parte gostosa à um universo a parte onde Kelsea tem que ser a Rainha que todos esperam, descobrir toda a sua história que sempre quis saber e ainda lidar com os que querem a sua morte. Esse mix é incrível, de verdade.

O livro tem uma boa descrição do cenário, nada cansativo e bem feito para a nossa cabecinha imaginar o Reino que bem entendermos, ajuda muito para deixar a história fluir como se deve. Temos muitos personagens, mas quem de fato foi explorada para que possamos entender cada ação tomada é Kelsea, até por motivos óbvios de ser a peça central de tudo. É bom ficar atento a cada pedaço de história contado sobre sua mãe e seu desconhecido pai, pois são fragmentos do passado que ajudarão a entender alguns conflitos de seu Reino. Também dou a deixa para ficarem de olho nos cavaleiros da guarda real, nem todos são o que aparentam.

A autora começa já nos colocando no universo que teremos o livro todo, ela não passa muito tempo contando os 19 anos que Kelsea fica isolada vivendo livre e longe de qualquer assunto relacionado a Tearling, já temos a sua partida para tomar o seu lugar de direito no Reino. A partir daí temos o clássico de lutas por poder, por status (o de ser Rainha) e por provar que certas histórias do passado devem ser desenterradas para jogos sujos (como por exemplo os rumores sobre o pai da princesa).

As 352 páginas passam facilmente e você se vê apaixonado pelo universo criado por Erika Johansen, tudo que foi criado por ela é incrível e quero ter a certeza de que a continuação não irá me decepcionar. Se você curte um bom livro com lutas pelo seu devido lugar na história que sua família carrega e uma garota de 19 anos com um fardo gigantesco sendo uma princesa fora dos padrões do nosso imaginário esse é o livro que você precisa ler.

Nota máxima pela escrita, pela criação de Tearling, pelos personagens, pela força de Kelsea, pela fantasia na medida certa e por aquele toque especial que te faz ficar presa nesse mundo.


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.

Sobre Monique Marie

Publicitária frustrada com o pouco dinheiro da área e admiradora de tudo que envolve a política. Gosta de seriados que tenham serial killers, filmes infantis, fanática por futebol e F1, além de tentar competir com o Dr. Reid (Criminal Minds) quem lê mais rápido. Geralmente não gosta de ler o que está "na moda", adora indicações e ainda acredita que muitos livros se vendem pela capa. Não se separa de seu amigo rivotril e escreve no mínimo um texto por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*