quarta-feira, 15/11/2017
Últimas do LeS:
Capa » Resenhas Fora de Série » Resenha: “O sol também é uma estrela”, de Nicola Yoon

Resenha: “O sol também é uma estrela”, de Nicola Yoon

O sol também é uma estrela
Livro: O sol também é uma estrela
Autor: Nicola Yoon (@nicolayoon)
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Tradução: Alves Calado
Resenha por: Cine
Comprar: Saraiva Amazon + ofertas

Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.

Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservadopara nós dois.

O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?

“Carl Sagan disse que se você quiser fazer uma torta de maçã do começo, você primeiro precisa inventar o universo.”

Ah, Nicola Yoon, você está subindo na minha listinha de autores contemporâneos favoritos! Que livro mais adorável. Quando eu o peguei para ler, não sabia muito sobre a história, só que era um romance entre dois adolescentes que por obra do destino se encontram um dia e a história toda se passa em 24 horas. Daniel e Natasha, personagens principais, são completamente diferentes em suas crenças e o que querem fazer com sua vida após terminarem a escola. Eles se conhecem em um dia que Natasha faz uma última tentativa de impedir que sua família seja deportada de volta para a Jamaica depois de anos morando nos Estados Unidos, e Daniel se prepara para sua entrevista que pode garantir seu lugar numa das mais conceituadas universidades do USA, mesmo que não seja isso que ele queira. Daniel decide seguir sinais do universo e acaba encontrando Natasha em seu caminho e partir dali, os dois passam o dia juntos onde Daniel vai tentarfazer com que a linda jamaicana se apaixone por ele em apenas um dia.

A escrita de Yoon é muito deliciosa de se ler, é super simples e bem feita, com ótimos diálogos e construção de personagens. Eu adoro livros que têm diferentes pontos de vista, e além desse livro contar a história na visão dos personagens principais, ele também tem o ponto de vista de vários personagens secundários, o que pode parecer chato de primeiro momento, mas na verdade funciona muito bem com essa história porque conseguimos entender porque eles agem como agem. E o melhor, além da narrativa ser feita através desses personagens, o Universo também narra essa história de amor! Sim, sim, sim! Sério, eu amei demais a narrativa desse livro e consegui imaginar como até o filme dessa história seria, quero e preciso dele nas telas de cinema LOGO!

Além de uma excelente narrativa e personagens bem feitos, a autora consegue colocar assuntos como racismo e diferenças culturais de uma forma muito natural nessa história. Durante toda a leitura eu fiquei agoniada querendo saber o que iria acontecer no final, e deixa eu ir avisando que eu amei. Não foi algo esperado, mas ao mesmo tempo foi? Hahaha, é difícil explicar, mas ele não é narrado pelos personagens e deixa a história com uma pontinha de esperança, amadurecimento e aquela felicidade de esquentar o coração.

Eu definitivamente recomendo esse livro até para pessoas que não são fãs de livros jovem adulto contemporâneo, por ser uma história tão bem escrita, fácil, que te deixa pensando sobre muitas coisas da sua própria vida e como o universo é imenso.

“Eu amo o quão simples isso é para ela. Eu amo que sua solução para tudo é dizer a verdade. Eu luto com minha identidade e ela me diz que eu só preciso dizer a verdade.”


Aviso Legal: Esse livro foi adquirido pela própria resenhista.

Sobre Cine

Jornalista e professora de inglês, vivendo o sonho de morar em Nova York e ainda tentando descobrir se seria possivel viver dentro de uma da Barnes and Nobles. Viciada em cultura, passa os dias tentando decidir que livros ler enquanto tenta se encontrar na vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*