10 de July de 2014
Postado por: Monique Marie @ Arquivado em: Lançamentos

Salvando Raphael Santiago é o sexto livro de As Crônicas de Bane e ele já está a venda em formato e-book. O valor base da compra é de R$4,66.

Você já pode comprar o conto na Cultura.



10 de July de 2014
Postado por: Monique Marie @ Arquivado em: Notícias

De acordo com o fã site DivergenteBrasil.com, o roteirista Noah Oppenheim estará escrevendo a primeira parte do último filme da Saga Divergente.

Noah é roteirista do aguardado primeiro filme da série de James DashnerThe Maze Runner.

Convergente – Parte 1 tem previsão de lançamento para 18 de março de 2016.



10 de July de 2014
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Resenhas

Livro: Liberta-me
Série: Estilhaça-me
Autora: Tahereh Mafi
Páginas: 444
Editora: Novo Conceito
Resenha por: Bruna
Compre: Saraiva Submarino Cultura Fnac Travessa

Se no primeiro, Estilhaça-me, importava garantir a sobrevivência e fugir das atrocidades do Restabelecimento, em Liberta-me é possível sentir toda a sensibilidade e tristeza que emanam do coração da heroína, Juliette. Abandonada à própria sorte, impossibilitada de tocar qualquer ser humano, Juliette vai procurar entender os movimentos de seu coração, a maneira como seus sentimentos se confundem e até onde ela pode realmente ir para ter o controle de sua própria vida. Uma metáfora para a vida de jovens de todas as idades que também enfrentam uma espécie de distopia moderna, em que dúvidas e medos caminham lado a lado com a esperança, o desejo e o amor. A bela escrita de Tahereh Mafi está de volta ainda mais vigorosa e extasiante.

ATENÇÃO! Esses livro não são os primeiros da série e podem conter spoilers! Confira nossas resenhas anteriores dessa série, clicando na capa desejada:

Juro que não entendo o motivo de eu demorar tanto pra ler algumas séries. Aconteceu isso comigo com Mazer Runner e, com certeza, Estilhaça-me é uma delas. Eu adorei o estilo de escrita da Tahereh quando li o primeiro livro – que eu comprei num impulso quando passei pela livraria – e estava super curiosa pra ler a continuação, Liberta-me, que começa exatamente de onde paramos: com Juliette no Ponto Ômega, lugar que abriga as pessoas com genes mutados, que possuem algum tipo de ‘poder’ e estão se preparando para uma guerra contra o Reestabelecimento.

Antes de iniciar a minha leitura, achava que o livro começaria de forma leve, com a ação aumentando aos poucos. Estava tão errada. O enredo de Liberta-me começa explosivo, com uma guerra iminente e Juliette, a protagonista, ainda não progrediu no controle do seu poder – o toque letal de suas mãos. Em resumo: nada está acontecendo do jeito que deveria.

Juliette não consegue se concentrar em seus poderes pois não consegue enxergar nenhum lado positivo em seu poder destrutivo. Ela passou seus 17 anos sendo tratada como um monstro, e é exatamente assim que ela se sente. Não á um trabalho psicológico feito com a personagem, apenas uma incrível pressão para que ela esteja pronta para a batalha, e isso não é lá muito justo com ela. Fora isso, Juliette também tem outras preocupações: seu relacionamento com Adam está um pouco abalado, ele está agindo de forma estranha – por um motivo justo (leiam pra saber qual é!) – e os dois acabam se distanciando. E há também os sentimentos dela por Warner, dos quais ela não entende completamente. Tudo isso acaba a distraindo do seu objetivo de controlar seu poder. Depois de muito relutar ela concorda em ser treinada por Kenji.

“- Mas… agora? No meio da noite?
- A merda no ventilador não trabalha de acordo com a sua agenda, princesa.” – Kenji, p. 181

Kenji é um dos meus personagens favoritos da série. Além de ser o alívio cômico da história, ele é também uma peça importantíssima na estrutura do Ponto Ômega. Ele é um dos poucos – além de Warner – que consegue se empolgar positivamente com o poder de Juliette, chegando até a invejá-la. Mas como sempre, estar/ser próximo a Juliette, quase sempre significa viver à beira do perigo de ser ferido por ela. Nesse volume temos uma melhor ideia da dimensão do poder dela e o quão desesperadamente ela precisa aprender a lidar com ele, o quanto antes.

Temos também uma visão melhor do personagem de Warner (yay! #TeamWarner). Em algumas – longas – cenas de conversas entre ele e Juliette, Tahereh dá aos leitores uma possibilidade de ao menos tentarmos entender o jovem ‘vilão’ um pouco melhor. Mas, assim como seu personagem, muitas respostas que ele oferece às questões da protagonista são muito enigmáticas. Outro personagem que conhecemos melhor é o Comandante Supremo do Reestabelecimento, o cruel e imponente pai de Warner. Esse segundo livro vem deliciosamente recheado de reviravoltas inesperadas, de deixar o queixo caído, do começo ao fim. Cada hora um dos personagens fica na posição de refém da oposição e pequenas revelações do enredo vão sendo feitas. E com essas reviravoltas e revelações o enredo se complica e fica mais e mais intrincado.

“Procuro palavras e frases extras em meus bolsos, mas não encontro nenhuma, nem um advérbio, nem uma preposição, nem mesmo um particípio oscilante porque não há uma única resposta para um pedido tão bizarro.” Juliette, p. 269

Em resumo, Liberta-me, a escrita poética de Mafi traz aos leitores a libertação de Juliette. Ela precisa passar por inúmeras provações e situações de pressão para finalmente se aceitar e entender o que precisa ser feito pelo seu mundo para que ele seja um lugar melhor. Com um final de tirar o fôlego, muitas dúvidas pairam no ar e só nos resta esperar que todas elas sejam elucidadas em Incendeia-me, o último livro da série que já está à venda nas melhores livrarias.



09 de July de 2014
Postado por: Monique Marie @ Arquivado em: Lançamentos

Sete anos após o fim da saga do bruxo mais conhecido no mundo, J.K. Rowling trouxe, de uma forma diferente, mais informações sobre os nossos queridos personagens.

O texto foi apresentado em forma de artigo de jornal escrito pela jornalista Rita Skeeter, tudo elaborado pela própria Rowling, no site Pottermore.

pottermore

Harry Potter já chegou aos seus 30 anos e a autora fala sobre a final do campeonato de Quadribol, que tem sua final realizada na Patagônia, entre Brasil e Bulgária. A ideia era que o evento acontecesse ao mesmo tempo em que sediamos no Brasil a Copa do Mundo.

Ficamos sabendo pelo artigo de Rita Skeeter(é preciso ter uma conta no site para visualizar o artigo!) – a esposa de Harry, Gina Weasley, agora é jornalista do Profeta Diário e está cobrindo a Copa do Mundo de Quadribol, Rony largou seu trabalho como auror para trabalhar na Gemialidades Weasley e Hermione é uma das chefes do Departamento de Execução das Leis da Magia.



09 de July de 2014
Postado por: Monique Marie @ Arquivado em: Lançamentos, Notícias

A Paris Filmes divulgou mais um teaser para o filme A Esperança – Parte 1. O filme faz parte da famosa trilogia Jogos Vorazes.

Assista abaixo o teaser legendado:



08 de July de 2014
Postado por: Kinina @ Arquivado em: Top 10 de Terça

Essa semana é meu aniversário! E para ajudar todos que querem me dar presente vou deixar aqui minha wishlist de livros. #ficaadica

10. Princesa Adormecida, de Paula Pimenta

(Ler post completo)



07 de July de 2014
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Resenhas

Livro: O Teste
Série: Teste, O
Autora: Joelle Charbonneau
Páginas: 320
Editora: Única
Resenha por: Bruna Fernández
Comprar: Saraiva Submarino Cultura Fnac Folha

No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam. Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?

Ao se deparar com O Teste, muitos podem reclamar: “mais uma distopia, não!”, outros afirmarem que é “mais do mesmo” e outros ainda comemoram: “quanto mais, melhor!”. O fato é que em O Teste nós temos uma grande mistura de elementos de outras distopias bem conhecidas – Jogos Vorazes, Divergente, Maze Runner – mas com um toque pessoal e novo dado pela autora.

Confesso que o comecinho da leitura não me empolgou muito, devido às semelhanças com as outras séries já citadas. Acompanhamos a protagonista, Malencia “Cia” Vale, no dia de sua formatura na pequena colônia de Cinco Lagos. Seu sonho é ser escolhida para o Teste, assim como seu pai foi escolhido um dia. Porém as informações sobre essa seleção são escassas e há 10 anos ninguém de sua colônia é chamado para o Teste. Cia faz parte de uma família grande. Ela tem mais 4 irmãos: os gêmeos Hart e Win, Hamin e seu irmão mais velho e confidente, Zeen. Cia não entende como ele nunca foi chamado para o Teste, por conta de sua assombrosa inteligência. Eis que um dia depois de sua formatura, um encarregado de Tosu City (cidade central) chega à colônia e informa que quatro jovens foram selecionados para o Teste: duas garotas – Cia e Zandri – e dois garotos – Tomas e Malachi.

Porém a protagonista percebe que há mais por trás do Teste, quando sua colega Zandri questiona o que acontece se o candidato escolher não participar do Teste e eles são informados que, de acordo com a lei, o candidato será punido e pagará com a sua vida, justificando – de uma forma bem falha – que essa é uma lei antiga, de quando haviam rebeldes que eram contra a Comunidade Unida que queriam derrubar o novo governo.

Quando Cia revela à sua família que ela foi escolhida para o Teste e deve partir no dia seguinte para Tosu City, cada membro tem uma reação diferente: alguns de seus irmãos comemoram; sua mãe fica feliz por ela e triste ao mesmo tempo, afinal, os candidatos que partem para o Teste quase nunca voltam para a sua colônia de origem; seu irmão Zeen aparenta uma ponta de inveja; e seu pai apresenta grande preocupação. Depois das comemorações, o pai de Cia pede para conversar com ela a sós. Ele alerta a filha de que o Teste para a entrada na universidade não é nada do que ela espera: ele mesmo não se lembra de nada que aconteceu durante os testes e acredita que sua memória desse período foi apagada. Tudo que ele se lembra são fragmentos que aparecem em flashes em pesadelos diários. Seu principal conselho à Cia é a frase chave que permeia todo o enredo: NÃO CONFIE EM NINGUÉM. A partir desse momento a história começa a tomar forma.

“Se for um erro, é meu erro. As consequências serão minhas.” – Cia, p. 61

Acompanhamos então o progresso – e algumas falhas – de Cia e seus colegas de Cinco Lagos e outros candidatos até Tosu City e as quatro fases do Teste – que tem como função criar líderes que saibam lidar com a pressão e as consequências de seus atos. Vale mencionar que os candidatos são testados de formas cruéis, demonstrando que uma vida não tem lá muito valor para os oficiais de Tosu City. O menor sinal de fraqueza leva o candidato a ser eliminado do processo. Em todos os sentidos. Um sistema opressor e brutal no qual um passo errado pode custar a vida. E no qual a diferença entre amigos e inimigos é praticamente nula.

Não esperava uma leitura que fosse me agradar tanto, com discussões interessantes sobre o real papel de um líder, questionamentos do que esse líder deve ser capaz de fazer pelo bem da sua população e quão longe algumas pessoas estão dispostas a ir pelo poder que tem um líder. Só achei que a autora poderia ter contado um pouco mais sobre os Sete Estágios da Guerra – forma como o mundo chegou à sua ruína (basicamente uma guerra entre ocidente e o oriente). Joelle se mostrou impiedosa na sua narrativa logo de cara, perdi a conta de quantas mortes e crueldades estão presentes nesse primeiro livro da trilogia. O segundo volume, Estudo Independente será lançado no Brasil esse mês e eu espero que a autora mantenha o ótimo nível na continuação e que, ao contrário do primeiro volume, que ele contenha menos erros. Faltou um cuidado mais especial na hora da revisão.

“Só para você saber, não estou feliz de vê-lo vivo.” – Will, p. 288


Aviso Legal: Esse livro foi cedido pela editora responsável pela publicação no Brasil como cortesia para o Livros em Série.



03 de July de 2014
Postado por: Bruna Fernández @ Arquivado em: Lançamentos

Confiram os livros de série da editora Única para esse mês de julho:

Livro: Estudo Independente (#02)
Série: Teste, O
Autor: Joelle Charbonneau
Compre: Saraiva Cultura

Cia Vale tem dezessete anos e tem tudo o que sempre sonhou: um amor perfeito, um lugar na universidade e um futuro como uma das líderes da Comunidade das Nações Unificadas. No entanto, apesar de todos os esforços do governo para apagar a memória de Cia, ela ainda lembra o que aconteceu. Ela precisa escolher entre ficar em silêncio e proteger a si mesmae as pessoas que ama ou expor o Teste e o que ele na verdade é, um programa assassino que deve ser impedido. O futuro da Comunidade depende dela.
No segundo volume da saga de Joelle Charbonneau, a chance de fazer parte da revitalização de uma civilização pós-guerra colide com o desejo de fazer oque o coração manda.

Livro: Um Amor Perfeito (#02)
Série: Caribou Crossing
Autor: Susan Fox
Compre: Saraiva Submarino Americanas

Uma nova série de Susan Fox chega para aquecer os corações dos leitores. Conheça a cidade de Caribou Crossing em que um jovem casal planeja a vida que sempre sonhou… Wade Bly e Miriam são um casal perfeito: juntos desde a escola, ambos sonham com uma vida feliz juntos. Wade tem planos de se casar com Miriam e trabalhar no rancho de seu pai, e futuramente, com o dinheiro que irá guardar, aumentar sua família com quatro filhos. Miriam sabe que sua felicidade está ao lado de Wade. Ele é um homem carinhoso e sonhador e um amante quente e sensual. Suas vidas estão conectadas e felizes. Até que uma gravidez inesperada e algumas decepções irão desafiá-los. Eles estão prontos para encarar os desafios da vida? Um amor que está apenas começando… e provações que irão mostrar-lhes o caminho. Não perca a saga Caribou Crossing!